O valor dos subsídios dados à produção e consumo de energia fóssil no Brasil aumentou 20% em 2022, impulsionado pela redução dos impostos sobre os combustíveis em meio ao aumento dos preços do petróleo após o início da Guerra da Ucrânia.

Segundo o Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), os R$ 80,9 bilhões em incentivos aos combustíveis fósseis no ano passado representam mais de cinco vezes o valor gasto por governos e consumidores para incentivar as fontes renováveis ​​de energia. A pesquisa foi divulgada na madrugada desta segunda-feira (4), em plena COP28, conferência da ONU sobre mudanças climáticas.

O aumento dos subsídios ocorre numa altura em que o mundo atinge as temperaturas médias mensais mais elevadas alguma vez registadas, causadas principalmente pela queima de combustíveis fósseis e que têm provocado eventos extremos como tempestades e ondas de calor.

O Inesc questiona o discurso do governo brasileiro, que se apresenta como…

Subsídio a energia fóssil no Brasil cresceu 20% em 2022 – 04/12/2023 – Ambiente

UOL

By UOL

Informações atualizadas nas áreas de política, economia, saúde, tecnologia, esporte, entretenimento e conteúdo do público http://www.uol.com.br