Quando os líderes da União Europeia apresentaram um projeto de lei de 125 páginas para regular a inteligência artificial em abril de 2021, trataram a proposta como um modelo global para lidar com a tecnologia.

Os legisladores da UE receberam contributos de milhares de especialistas durante três anos em IA, quando o tema nem sequer estava em discussão noutros países. O resultado foi um texto “notável” que era “preparado para o futuro”, declarou Margrethe Vestager, chefe de política digital do bloco de 27 nações.

E então veio o ChatGPT.

O chatbot assustadoramente humano tornou-se viral no ano passado por gerar as suas próprias respostas aos pedidos solicitados e apanhou de surpresa os decisores políticos da UE.

O tipo de IA que alimenta o ChatGPT não foi mencionado no projeto de lei e não foi o foco principal das discussões políticas.

Os legisladores e seus assessores trocaram ligações e mensagens de texto…

IA: como países estão atrás na corrida da regulamentação – 06/12/2023 – Tec

UOL

By UOL

Informações atualizadas nas áreas de política, economia, saúde, tecnologia, esporte, entretenimento e conteúdo do público http://www.uol.com.br