O estudo publicado na segunda-feira sugere que partículas muito finas de poeira de silicato, provenientes de rocha pulverizada, teriam permanecido suspensas na atmosfera durante 15 anos. A falta de luz teria provocado uma queda nas temperaturas médias de até 15°C.

Na década de 1980, os cientistas Luis e Walter Álvarez, pai e filho, sugeriram que o desaparecimento dos dinossauros foi causado por uma mudança climática após o impacto de um asteróide, que cobriu o mundo de poeira.

Mas a sua hipótese foi questionada até que, uma década depois, a enorme cratera causada por Chicxulub foi descoberta na atual península de Yucatán, no Golfo do México.

A teoria que sugere que o enxofre, mais do que a poeira, alterou o clima do planeta, ganhou terreno porque se pensou que este tipo de poeira não tinha o tamanho adequado “para permanecer na atmosfera”, explicou Ozgur Karatekin, investigador do Observatório Real. da Bélgica e coautor do estudo.

No entanto, uma equipe internacional de cientistas…

estudo traz novidades sobre extinção de dinos

UOL

By UOL

Informações atualizadas nas áreas de política, economia, saúde, tecnologia, esporte, entretenimento e conteúdo do público http://www.uol.com.br