O Brasil é citado por intelectuais críticos das grandes empresas de tecnologia (gigantes da tecnologia como Google e Meta) como um país historicamente mais resistente ao lobby desses gigantes corporativos do que os Estados Unidos.

Na base dessa imagem estão a legislação de proteção de dados, a discussão do PL sobre fake news e também a história de um servidor público do primeiro governo Lula que desafiou a Microsoft —empresa que, nesta quinta-feira, ultrapassou a Apple e se tornou a empresa de maior valor no mundo.

O personagem frequentemente citado pelos especialistas é Sergio Amadeu, que entre 2003 e 2005 presidiu o órgão responsável pelos processos de certificação digital do governo, o ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação), vinculado à Casa Civil. Professor da UFABC (Universidade Federal do ABC, em São Paulo), não participa do atual governo.

Em 2004, Amadeu recusou licenças de uma versão limitada do Windows oferecida pela Microsoft para…

Brasileiro desafiou Microsoft e virou símbolo no exterior – 11/01/2024 – Tec

UOL

By UOL

Informações atualizadas nas áreas de política, economia, saúde, tecnologia, esporte, entretenimento e conteúdo do público http://www.uol.com.br